terça-feira, 11 de março de 2014

E lá teremos de novo o "OLEVIGÁRIO" !...

Cuidado, o "olevigário" só vê vermelhos!...

Da última vez que o "olevigário" foi nomeado para apitar um jogo em Alvalade, foi com os mesmos protagonistas do próximo domingo, apenas com a diferença de a competição ser a Taça da Liga, em vez da Liga propriamente dita, como será desta vez. 

Acertei na "mouche" quando então admiti a hipótese do "olevigário" evitar chamuscar-se nesse jogo, para que a arbitragem da final da Taça de Portugal lhe fosse entregue, como prémio de carreira. Agora, porque Pedro Proença continua envolto no ambiente de "algodão em rama" que Vitor Pereira lhe concedeu, de modo a que não possa levar nem uma beliscadura para o Brasil, teve que aceitar de novo, talvez contrariado, ou talvez não, depende da massa em dinheiro vivo, com notas usadas e números desfasados, que D. Bufas colocará num envelope ensebado e lhe fará chegar a Leiria, por um qualquer guarda Abel, quiçá pelo super-dragão Fernando,  tão "espinhosa missão". Mas quer-me parecer que voltar a ser isento num jogo em que não  participe o clube do seu coração, será um esforço sobre-humano e ele vai deixar cair o sonho de apitar a final do Jamor. Por alguma razão, Vitor Pereira terá tornado pública tão cedo, a sua nomeação. Assim D. Bufas terá todo o tempo do mundo.

Preparemo-nos então para o "concerto de apito" de um dos piores árbitros de sempre do futebol português. Mas haverá que estar preparado também, para o golpear das "bandeirinhas auxiliares", cujo nome ainda nem me dei ao trabalho de verificar. Também, para quê?! Que interesse terá saber os nomes, quando não temos quaisquer dúvidas sobre a missão de que estarão incumbidos?!

Eu sou um homem pacífico, mas tenho momentos em que me dá vontade de amaldiçoar o "chico-esperto" que se lembrou de inventar o fosso de Alvalade. Sem o dito, tudo seria mais fácil e tenho a certeza que não haveria, por parte de toda esta gatunagem, a "coragem" a que temos assistido na nossa própria casa.

E não digo mais nada. Não faço ideia do plano táctico do "olevigário" e dos seus "jagunços". Mas seja ele qual for, já não acredito neste miserável e corrupto futebol português. A "declaração de guerra" está feita e eu estou na primeira linha do alistamento. Fico à espera das ordens do "quartel-general"...

Leoninamente,
Até à próxima

3 comentários:

  1. Folgo em saber da sua TOTAL e final descrença nestes palhaços... Olarápio virá com ela bem definida... e com a formação de longa data que tem antevejo um jogo minado desde o início... talvez até nem sejam necessárias grandes decisões que a coisa está muito fresca, mas começando com um ou dois cartões cirúrgicos (William será o primeiro os centrais não escaparão certamente e Cedric... Ui ui!! se calhar é logo na primeira falta sobre o cigano), uma ou outra falta determinante, a meio campo... e umas palavrinhas de ordem aos nossos players significarão um condicionamento preponderante...

    Cabe aos jogadores identificarem de imediato essa atitude... e AGIREM em conformidade... Num clássico destes... Haver uma bronca """manifestativa""" era de mestre

    Ao árbitrio... não lhe desejo bem... Mas a quem quero mesmo que o céu lhe caia em cima é aos mandantes... Ao palhaço mor e presidente da associação destes correligionários de vitor pereira... e ao próprio cabresto mor... a estes nem uma garrafinha de água lhes deixava no cárcere a que devia estar sujeitos...

    SL

    ResponderEliminar
  2. Era já Domingo...: ao primeiro erro "primário" contra o Sporting...

    "Alto e pára o baile"...todos a caminho dos balneários...!!

    Perdido por cem...perdido por mil...!!

    Ficava para a história...!!

    SL

    ResponderEliminar
  3. A caminho do balneário não sei... Não conheço os regulamentos... não sei que repercussões poderiam advir desse facto... Mas um "pic-nic" em pleno relvado... era algo que muito significado teria...

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE