domingo, 16 de março de 2014

A Champions é por ali !...

A Champions é por ali... (foto MaisFutebol)


Com a satisfação estampada no rosto, num sorriso rasgado e irreprimível e a alegria quase a fazer saltar este coração demasiado sofredor nos últimos anos, aqui estou depois de 90 minutos emocionantes, mas compensadores.

Começo por lamentar a grave lesão de Helton, um dos melhores e mais íntegros profissionais estrangeiros que vi passar por Portugal e por lamentar que o lance de que resultou o golo do Sporting tenha sido precedido de um claro fora de jogo de André Martins, que depois viria a fazer o cruzamento que permitiu a Slimani selar esta difícil mas absolutamente justa vitória.

Depois, admitir que a primeira parte, como ontem havia preconizado, foi jogada de forma repartida pelas duas equipas, quiçá com um maior número de oportunidades para o lado dos homens das Antas, mas com um desfecho justo. Já no segundo tempo, a supremacia do Sporting foi quase avassaladora e pouco me importará o argumento do desgaste físico aduzido pelos responsáveis azuis e brancos. Há por essa Europa fora, dezenas e dezenas de equipas nas mesmas condições e não usam utilizar argumentos dessa natureza na hora em que faltam as forças e muito menos nos dias em que vêm cair nas suas contas os milhões da UEFA. Pretender sol na eira e chuva no nabal, é negócio de perdedores.

De salientar no Sporting, o melhor de quantos atletas estiveram em campo: William Carvalho, o titularíssimo seis da selecção nacional. Pese embora o crónico estrabismo de Paulo Bento, não terá outro remédio que não seja convocá-lo para o Brasil e dar-lhe a titularidade que nenhum outro merecerá. A seguir, a enorme partida realizada pelos centrais Eric Dier e Marcos Rojo, as tremendas "camionetes de pedra" partidas por Islam Slimani, que deixou toda a defesa portista, desgastada e à beira de um ataque de nervos, e por Adrien Silva que parece regressado à forma esplendorosa que deveria ter levado o actual seleccionador nacional a convocá-lo sempre, pois o Sporting deve-lhe aquilo que a selecção nacional pouco tem evidenciado e que apenas o talento de Cristiano Ronaldo tem disfarçado: um superior pautar do ritmo de jogo, inigualável em Portugal! O colectivo leonino, sem destaques especiais, com uma circulação de bola quase exemplar, vulgarizou, em especial na segunda parte, um adversário que se viu obrigado a aceitar o ritmo imposto pelos leões, alternando períodos de pressing intenso, com outros em que se limitava a cortar as linhas de passe e a sua progressão e anular quase por completo a criação de jogadas de perigo.

Do lado dos azuis e brancos, apenas um destaque: Ricardo Quaresma! Este "velho ciganito", disse hoje, que mesmo durando por enquanto apenas 45 minutos, não tem quem o possa superar numa das alas da selecção nacional. Se Paulo Bento não for capaz de ver isto, mais valerá ir plantar batatas.

Isolados no segundo lugar, com o conforto de cinco ponto de avanço, a Liga dos Campeões deixou de ser, a partir de hoje, uma miragem. Faltarão ainda amealhar 17 pontos em 7 jogos. Mas quem não acreditará que é possível?!...

Leoninamente,
Até à próxima

2 comentários:

  1. Também lamento a lesão do Helton a quem desejo rápido restabelecimento e aproveito para referir um dos momentos mais bonitos do encontro...:
    - Os adeptos do Sporting, de pé...a saudar o infortunado guarda-.redes...
    Se "isto" não é fair-play...não sei o que será...!!

    Depois...: "raios partam a nossa sorte", logo o fiscal de linha deixou passar em claro aquele fora de jogo do André Martins...
    - Não gosto de ganhar assim...tal como também não gosto de perder, é claro...!

    Mas esse erro da equipa de arbitragem nem de longe nem de perto "belisca" a justeza da nossa vitória...!!

    Vamos lá então continuar a ganhar jogo a jogo...e no fim faremos as contas...!!

    Se o PB "não viu" o jogão do Adrien...vai ter de consultar urgentemente um oftalmologista...!

    Vá lá PB...penteia a risca...e abre os olhos...!!

    Qual Fernando, qual quê..."The King William" é o maior...!!

    SL

    ResponderEliminar
  2. Claro fora de jogo, não é bem assim. Porque será que a comunicação social vem dizendo que o golo é fora de jogo? Esta comunicação social parece que escondem tudo que diga respeito ao Sporting. Todos os resumos, não mostram este plano que foi cortado deliberadamente.

    Porque será que imagens com camera aérea a nossa comunicação social está a escamotear, escondendo aquilo que aconteceu.

    Ao que parece o André Martins, embora no plano das câmaras, (junto ao chão), dá a sensação de estar fora de jogo, mas quando se observa num plano aéreo, vê-se claramente que há um jogador do Porto a por o jogador do Sporting em jogo. Já não há VERGONHA!!!

    http://www.ojogo.pt/Futebol/1a_liga/Sporting/interior.aspx?content_id=3755148



    A quem interessa esta leitura, todos

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE