quinta-feira, 14 de junho de 2018

O que fazer com estes "sportingados", hem Bruno?!...



BRUNO MASCARENHAS REAGE A COMUNICADO DO SPORTING: «NÃO ACEITAREI MORDAÇAS NEM AMEAÇAS»

Ex-vogal da direcção responde às acusações do Conselho Directivo

«No momento em que saí do Conselho Directivo apelei à calma e à serenidade da  família sportinguista, designadamente dos Núcleos, e não entrei em nenhum devaneio mediático que pudesse prejudicar, ainda mais, o penoso momento que o Clube já estava a passar. [...]. Que eu saiba pedir aos sócios do Sporting Clube de Portugal para se pronunciarem numa Assembleia Geral legítima não é apelar a uma "revolta"!? Não quero acreditar que qualquer membro da Direcção considere, em democracia, que o direito e o exercício do voto são sinónimo de 'revolta' [...]

Hoje, a minha preocupação enquanto sócio é muito grande. Depois da minha demissão vi surgirem rescisões de jogadores, problemas com o empréstimo obrigacionista, 'trapalhadas' de Mesas de Assembleia Geral transitórias, litigância atrás de litigância, comunicados atrás de comunicados, conferências de imprensa atrás de conferências de imprensa, ou seja, vivemos o verdadeiro caos no Clube e uma continuada destruição de valor, sem que o CD assuma as suas efectivas responsabilidades em toda esta situação. Não estou preocupado, estou muitíssimo preocupado! Dar a voz aos sócios é imperativo e estes querem estar num Clube livre e democrático onde em situações de gravidade extrema têm o direito e o dever de se pronunciar. No meu caso não aceitarei mordaças nem ameaças e irei continuar a esclarecer e a apoiar todos aqueles com quem privei e com quem estabeleci laços de sincera e genuína amizade. Em suma, confesso que não percebo o incómodo da desconcertada e embaraçada actual Direcção do SCP?.»

O que fazer com estes "sportingados", hem Bruno?!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE