terça-feira, 2 de junho de 2020

A vergonha maior do povo que somos!!!...



Eduardo Galeano, citando um outro pensador, creio que brasileiro, terá afirmado um dia que "a Justiça seria como a serpente, apenas morderia os pés descalços"!... 

Aceitando o desafio implícito neste texto de Pedro Adão e Silva, será muito difícil catalogar com que tipo de réptil deveremos catalogar a "Justiça criminal em Portugal", na medida em que parece morder, indiscriminadamente, tanto "pés descalços" quanto "calçados", qual anaconda que apenas terá em conta, não o instinto natural que a fome determine, mas o prazer de sentir o estertor das vítimas nas suas entranhas!...

Marinho e Pinto terá uma grande parte da razão, quando aponta a divinização e impunidade total que presumem todos quantos "são ungidos pelos santos óleos da magistratura judicial", normal e recorrente escapatória para a acumulação de insucessos vários nos caminhos difíceis e exigentes da advocacia...

A Justiça em Portugal será, hoje por hoje e muito provavelmente...

A vergonha maior do povo que somos!!!...

Leoninamente,
Até à próxima 

Sem comentários:

Publicar um comentário

PUBLICIDADE