quinta-feira, 28 de maio de 2020

Acabou-se a "mama" ao usufrutuário-mor do "sistema"!...


FPF proíbe "transferências-ponte"

No seguimento do que já tinha sido decidido pela FIFA

Segundo notícias recentes a direcção da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) proibiu a existência das chamadas "transferências-ponte" no futebol nacional. Isto significa que um jogador terá de estar pelo menos 16 semanas (quatro meses) no clube que o contratou, sem ser novamente negociado. Ou seja, o emblema em questão fica obrigado a manter qualquer futebolista contratado pelo menos até à janela de transferências seguinte.

A decisão vem no seguimento do que foi decretado pela própria FIFA no seu regulamento de transferências. A entidade que rege o futebol mundial sublinhou mesmo que em caso de não cumprimento desta norma haverá lugar a sanções a todos os envolvidos.

Acabou-se a "mama" ao usufrutuário-mor do "sistema"!...

Leoninamente,
Até à próxima

2 comentários:

  1. Falta agora a limitação drástica do empréstimo de jogadores a equipas que disputam as mesmas provas e então, sim, parece-me que lhes acaba... a teta?

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE