terça-feira, 14 de maio de 2013

Com destreza e jeito, tudo se resolve!...

 
 
Quando eu era rapaz novo, um dia dei comigo a pensar: caramba, nenhuma te serve?! Esta era bonita, mas tinha uma penugem exagerada nas pernas. Aquela também era bem bonita, mas tinha uma tonalidade de pele que mais se assemelhava a um copo de leite. Uma outra era belíssima mas, o cabelo parecia um esfregão de arame. E aqueloutra tinha tudo de belo e no sítio, mas quando abria a boca parecia o Jorge Jesus!...
 
Hoje, do altos dos meus muitos anos, sei que uma boa e regular depilação, um bom bronzeador e uns dias de sol, uma tesoura e um cabeleireiro artista e, finalmente, os meus conhecimentos linguísticos e muita paciência, teriam resolvido todos os meus vetos. Não sei se fiquei a ganhar ou se perdi. Consegui encontrar a mulher de uma vida, mas nada mais poderei assegurar...
 
Bruno de Carvalho e "seu Inácio", parecem partilhar um dilema semelhante ao da minha juventude: quando olham para Jesualdo Ferreira e se lembram do seu "projecto transversal de preparação física". O homem dar-lhes-á "todas as garantias em todos os campos", mas não calça a tal bota da "preparação física transversal". Eu votei em Bruno de Carvalho. Toda a gente que por aqui passou ao longo da campanha eleitoral e ainda hoje, sabe que lhe dei os meus cinco votos. Mas sempre que me lembrava da "preparação física transversal", punha as mãos à narinas e apertava, apertava, até que a força da mente me trouxesse o odor de todos os "outros perfumes" que me ditaram a opção. Pensava eu, isso depois das eleições, passa-lhe. Mas parece que não passou. E parece que, segundo as más línguas que por aí andarão, a porra da "preparação física transversal" será a areia que estará a danificar a engrenagem.
 
Sei muito bem os objectivos de toda a especulação que por aí grassa. Sei que muito pouco de verdade haverá nessa onda inquieta e preocupada que os jornais do costume exibem. Mas também sei que até os relógios parados falam verdade duas vezes por dia e que nunca aconteceu fumo sem fogo. Nesta condição, apetecia-me dizer ao Presidente e "seu Inácio", que ainda hoje não sei, se estive certo ao descartar tanta mulher bonita que encontrei. E se dos defeitos que lhes encontrei, nenhum lhe retirou a beleza, também não será a gaita da "preparação física transversal" que haveria de dar cabo do saber de Jesualdo Ferreira. Nem o professor poderá algum dia destruir a teoria de "transversalidade da preparação física", se a mesma eventualmente for aplicada a todos menos a ele.
 
Pronto, já tirei os dedos das narinas e não voltarei a apertá-las. O odor já lá vai e que venham todos os outros sugestivos perfumes que tanto me entusiasmaram. Até a mais bela rosa poderá muito bem ter uma pétala menos alinhada. Nada que não se resolva com destreza e jeito...
 
Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Publicar um comentário

PUBLICIDADE