quinta-feira, 11 de julho de 2019

Temos coisas mais nobres e importantes para fazer!...


Desde aquele fatídico e tenebroso 15 de Maio de 2018, que a 'presunção de inocência' aliada a todo o pó que, alegadamente, e em menos tempo do que teria demorado a arder um fósforo, terá sido varrido para debaixo da carpete pelos principais, directos e indirectos intervenientes e seus representantes legais, somadas que foram à consagrada morosidade da Justiça que infelizmente temos por cá e às consequências que daí resultam na recolha de provas que tem vindo a atirar para as calendas a acusação formal dos responsáveis, que assistimos a dois diferentes tipos de reacção por parte da faixa mais importante e significativa do universo leonino. Por um lado a civilizada recusa em alinhar na condenação 'popularucha' e extemporânea de quem quer que fosse, mas por outro lado, sem 'comer gelados com a testa' e numa demonstração clara de, quiçá movido por uma intuição que talvez ninguém saiba explicar, mas que como o grande amor ao Sporting, apenas se sente, ter desde logo percebido e interiorizado a 'dolorosa verdade'!...

Daí que por três ocasiões tenha decidido corrigir, sucessivamente e de forma esmagadora e inapelável, o aval de quase 90% que havia concedido nas penúltimas eleições no Clube e reescrever por linhas direitas os enviesados capítulos da história recente do Sporting Clube de Portugal.

Residirá aí a grande diferença de que muito justamente se pode orgulhar a 'grande família sportinguista' ao longo de toda a sua centenária história, quando comparada com outras "famíglias": a sua inigualável capacidade de olhar com 'olhos de ver' para dentro de si própria e regenerar-se, calcorreando sempre os caminhos da Verdade e da Justiça!...

O Sporting e os sportinguistas foram capazes de fazer a sua justiça. Se a outra Justiça chegará ou não e quando, já não será assunto nosso...

Temos coisas mais nobres e importantes para fazer!...

Leoninamente,
Até à próxima

2 comentários:

  1. As coisas podem não ser tão simples! Mensagens divulgadas ontem contribuem para a teoria da cabala. Caso a cabala seja mesmo verdadeira, a justiça dos sportinguistas fica muito mal vista...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A diferença entre a 'cabala do mestre' e o 'mestre da cabala', muito provavelmente, será a mesma que existe entre a "beira da estrada" e a "estrada da beira"! Nada que apoquente quem não tem tempo para andar por aqui a 'carpir mágoas'!...

      Como nos ensinou o Marquês, importante será "enterrar os mortos e tratar dos vivos"!...

      Eliminar

PUBLICIDADE