quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Está tudo dito!...


FRUSTRANTE

«A saída do Sporting da Liga dos Campeões não foi propriamente uma surpresa. O grupo era dificílimo e isso deve-se a azar e a culpa própria. Perder numa luta séria, mais uma vez decidida nos últimos minutos, com o Real Madrid não é o mesmo que passar de uma goleada para um empate com o Besiktas ou não conseguir vencer ao Copenhaga, em mais uma das noites soporíferas a que o Porto nos começa a habituar. Só que as coisas são como são: eles ainda estão dentro e o Sporting já está fora. Agora, não pode perder em Varsóvia se não quer um Sportexit total. 

Faltou experiência ao Sporting para aguentar um empate com 10 jogadores perante o Real Madrid. Releio o que escrevi e percebo o absurdo da frase quando do outro lado está o melhor clube do Mundo. A história talvez fosse outra se João Pereira não tivesse facilitado a vida a um árbitro que sabe que há equipas que têm mesmo de ganhar (até a imprensa espanhola diz que ele não devia ter sido expulso). A UEFA é, tal como a FIFA, uma máquina movida a muito dinheiro. Nessa máquina, as grandes equipas são o principal combustível. Apesar de ser insuportável pensá-lo e dizê-lo, quem joga com elas tem de saber que as regras normais não se aplicam. O que quer dizer que nenhum pretexto pode ser dado. É injusto, é inaceitável, mas até mudarem demasiadas coisas todos os cuidados são poucos. E João Pereira não teve cuidado nenhum. Por isso, mas não apenas por isso – uns marcam quando tem mesmo de ser, outros atrapalham-se quando não podem –, o Sporting fez, mais uma vez, a melhor exibição dos três para ter o pior destino dos três. É ainda mais frustrante perder quando sobra pouco espaço para criticar.»

Como sempre Daniel Oliveira interpreta aquele que, sem sombra de quaisquer dúvidas, será o sentimento generalizado dos adeptos sportinguistas!...

Está tudo dito!...

Leoninamente,
Até sempre, Sporting Sempre!...

2 comentários:

  1. "É ainda mais frustrante perder quando sobra pouco espaço para criticar" - vá lá, que temos o João para desabafar.
    O futebol é, por vezes, muito cruel. Nós não merecemos, de todo, a perda dos
    3 pontos, um que fosse e já era um amargo de boca.
    Excelente a crónica de Daniel Oliveira.

    ResponderEliminar
  2. Nem mais...
    Há equipas que à partida " têm sempre" de seguir em frente...se assim não fosse, como poderiam ser vendidos aos preços que se " desejam" por exemplo os direitos televisivos...?
    Mas alguém tem duvidas que ainda por exemplo também, os destinos do Sporting o ano passado ...foram " marcados" pelo peso dos patrocinadores dos nossos adversários...?
    A isto também se pode chamar " o fado" português...?

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE