segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Marco Silva, o pior em campo em Alexandria !!!...



Hoje toca a vez a Marco Silva, de ver apontadas sobre si as baterias da minha crítica indignada. Nem o facto de eu ser um dos seus mais fervorosos fãs, o salva da minha língua viperina.

Hoje, no jogo de comemoração do centenário do Al-Hittiad, na sua pátria, independentemente de todas e quaisquer vicissitudes da sua prestação, individual e colectiva, Shikabala deveria ter cumprido o tempo total de jogo, a menos que qualquer percalço fisíco o incapacitasse. Marco Silva não esteve à altura da responsabilidade que o encontro, os adeptos egípcios que pagaram o seu bilhete e a dignidade do próprio jogador Shikabala lhe exigiam. 

Marco Silva revelou uma pequenez que me desconcertou e decepcionou profundamente. Nunca será a festa de aniversário do puto reguila e preguiçoso que coleccionou negativas no anterior período escolar, a servir de local de expiação de erros e culpas pretéritas. Não é no momento em que feliz e contente com todos os seus amigos à volta a cantar o "happy birth-day to you", não é no momento em que sopra as velas, que se lhe deve aplicar um valente puxão de orelhas! 

Dito isto, o encontro e o seu resultado pouco ou nada mesmo me disseram! É provável que o aguaceiro que Marco Silva despejou sobre o meu céu, me tenham toldado o discernimento. Mas entre todos os meus inúmeros defeitos, jamais constará a hipocrisia. Que me perdoem os sportinguistas que me lêem, mas... fiquei impróprio para consumo! Não havia necessidade! Boa noite a todos...

Leoninamente, 
Até á próxima 

9 comentários:

  1. A menos que qualquer impedimento físico tenha forçado a substituição, Marco Silva errou -errou pelo lado humano e errou pelo lado comercial.
    Jogasse bem ou não, cumprisse as instruções ou não, a festa do Al Ittihad também era dele.
    Foi recebido como um rei, os media deram-lhe uma cobertura e um destaque inacreditáveis entre nós. O povo adora-o.
    Acho, por isso, que fossem quais fossem as circunstâncias e o resultado, Shika, a saír, seria nos minutos finais -para receber os aplausos.
    Marco Silva acabará por perceber que, no Sporting, não basta estar, é preciso saber estar.
    Hoje, errou. Haja alguém que lhe explique em quê e porquê.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo, a pequenez sempre me assustou... Oxalá tenha sido apenas um momento menos bom...

      Eliminar
  2. Delirante! Volltou-se ao tempo de "todos somos treinadores" e "todos somos dirigentes". Se fazes o que eu penso, és o maior, se não... estás fora. Este blog que gostave de ler está a arrogar-se, últimamente no único arauto da "verdade".

    ResponderEliminar
  3. Inteiramente de acordo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Outra vez doutor?! Desculpe, mas percebi perfeitamente da primeira vez...

      Eliminar
  4. isto era algum jogo de consagração do Egípcio? O rapaz não jogou nada que prestasse.. Eu quero vê-lo jogar tal como vocês, mas é jogar bem se não dá o lugar ao próximo (mesmo que o próximo seja o Héldon).

    ResponderEliminar

  5. A contrastar com um Presidente MENTIROSO com letras grandes e um treinador com pequenez em letras pequenas, temos por aqui um comentador cheio de verticalidade e grandiosidade.
    Sinto-me a mais neste camarote ... vou para a bancada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A verticallidade é tanta que deu em vertigem!

      Eliminar

PUBLICIDADE