segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Cuidado com a "cabra", já por ali chumbou muita gente !...

Cuidado com a "cabra"! Aqui já chumbou muita gente!...

Já desceu o pano sobre o Troféu Teresa Herrera. Tivémos de nos contentar em trazer para o Museu Sporting, uma miniatura da Torre de Hércules, mas fica a amargura de pensar que nunca terá sido tão fácil trazer o original. Não tivesse Marco Silva aquela atracção fatal para a anarquia táctica, que nem ao diabo lembraria, aos 60 e poucos minutos da segunda parte, com a substituição de André Martins por Tanaka, e talvez a Torre de Hércules a sério, viajasse com a comitiva de regresso a Alvalade.

Trocar Montero por Slimani e depois Adrien por João Mário, traria naruralmente benefícios à equipa, naqueles últimos vinte e tal minutos, por via da frescura física e do talento de ambos. Mas transformar o nosso meio-campo num passador, com a saída de André Martins e a entrada de Tanaka, obrigado a vestir a pele que nunca será a sua, terá sido uma loucura de momento que, atrevo-me a prognosticar, Marco Silva nunca mais repetirá. Antes agora, mesmo que tenhamos perdido um dos mais credenciados troféus de Verão, que em Coimbra, obrigando o Paulo Sérgio a ir a pé até ao altar de uma santa milagreira qualquer.

A partida com os uruguaios, terá servido, para além de lavar a face suja na véspera, para confirmar Adrien como o cérebro da nossa organização e como o marcador de serviço dos penaltis, para definitivamente limpar quaisquer dúvidas sobre a titularidade de Carrillo numa das alas e de Slimani no meio dos centrais de qualquer defesa adversária, para recuperar a confiança de Jefferson na marcação de livres directos na meia direita, para tirar as teias-de-aranha das cabeças de todos os que tiverem dúvidas de que William mesmo ao pé-cochinho, é um dos melhores trincos do mundo e, finalmente, para deixar os adeptos mais confiantes nas capacidades do "puto grandalhão" Nabi Sarr. Se nos levarem Marcos Rojo, não iremos pedir "chuchas" para a porta da maternidade, que era o destino que muitos nos adivinhavam, enquanto Paulo Oliveira não limpar os platinados e Ramy Rabia não aprender a arranhar português!

Mas atenção, que a nossa gente não pense que bastará jogar em Coimbra, o que jogou com as "peras doces vindas do Uruguai", para levar os 3 pontos para Alvalade. Tirem o cavalinho da chuva e que nos cinco dias que nos separam  da estreia, o Marco Silva passe o tempo a espetar-lhes alfinetes naquelas bundas! E cá para mim, que espete bem fundo e sem dó nem piedade!

No sábado lá estarei em Coimbra para confirmar...

Leoninamente,
Até á próxima

5 comentários:

  1. entretanto QUADRIPLETE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Queres ver que este quer quatro na bunda bem fundo... alfinetes se calhar é pouco para ele.
      Vasco "O camaleão"

      Eliminar
    2. Ó trapalhete, foram quatro "petas", à moda das "grandes contratações"!!!!!!!!........

      Eliminar
  2. peras doces? eu gostei de ver a pujança fisica dos uruguaios..fiquei a pensar q bom q está a ser para os jogadores do Sporting apanharem pela frente estes tipos q nao davam um espaçozinho..mostraram a preparaçao fisica q têm..ainda bem, fez com q os nossos jogadores tivessem de se esforçar.. so espero q agora continuem com o nivel de esforço q tiveram de fazer contra os uruguaios pq so assim conseguiremos vencer a Academica!

    entratanto, em resposta ao nosso querido colega q esteve até ao final dos penaltyes pra saber se podia publicar aqui ou nao...quadriplete em q tres foram contra o colosso rio ave, boa, continuem.

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE