segunda-feira, 1 de abril de 2013

Só lhe falta calçar as botas...


 
Bruno de Carvalho nos convocados

Não há bruxos no universo sportinguista, capazes de prever aquilo que o Sporting Clube de Portugal será no Futuro! Mas há uma fé muito grande em cada um de nós, que nos leva a acreditar que voltaremos ao lugar que sempre foi nosso por direito. E há a certeza no presente, uma grande e fantástica certeza, de que estaremos a viver um assombroso momento de mudança.
 
 
 
 



 
 
 
Bruno de Carvalho, por decisão sua, "vai cumprir praticamente todo o ritual que os jogadores às ordens de Jesualdo Ferreira seguirão até ao regresso a Lisboa, após o confronto de hoje com o Braga".
E paralelamente, pretende marcar o seu mandato pela proximidade da equipa que lidera, com todas as modalidades. Andam todos numa roda viva. O seu plano está a ter um arranque fulgurante e há um élan fabuloso entre os homens que o acompanham.
 
Rio Maior terá porventura marcado claramente o momento de viragem na afirmação do Sporting Clube de Portugal. Terá marcado finalmente, perante toda uma estrutura anquilosada e perversa que tem manietado o desporto português e o futebol em particular, que nada mais irá ser como dantes. Terá alertado "toda a passarada", para o facto novo de que o quintal leonino passou a estar protegido e guardado e que essa guarda não estará entregue a simples espantalhos que não metiam medo e muito menos impunham respeito a quem quer que fosse. Agora haverá poderosas baterias antiaéreas, muitíssimo bem preparadas, para poderem responder a qualquer ataque, para denunciar "os pássaros" ou, se necessário for, para os abater e exterminar sem dó nem piedade.
 
Há muito que se vem debatendo no seio da grande família leonina, a forma de "minar o sistema", de o debilitar, no sentido de reabilitar a verdade desportiva. Uma corrente maioritária defendia a tese da aquisição de armamento com o mesmo poder bélico dos opositores e a sua entrada imediata e urgente, no teatro das operações. Tenho para mim, que Bruno de Carvalho terá tido, ao longo dos últimos dois anos, tempo  e inteligência suficientes para pensar e delinear um rigoroso plano completamente diferente, respeitando os valores eternos do Clube que ora dirige. Porque o Sporting Clube de Portugal, doa a quem doer, é um Clube diferente. É um Clube com um comportamento e uma forma de estar colocada nos antípodas dos métodos que criaram o "monstro" que vem subvertendo a verdade desportiva neste país.
A proximidade e a denúncia dos atropelos da "passarada" serão porventura os primeiros passos. E acredito firmemente que a breve trecho, tal proximidade e denúncia, irá estender-se dos campos, pavilhões e pistas, até aos corredores e gabinetes onde há muito se cozinha a indignidade e a perversão da coisa desportiva.
Em frente Bruno de Carvalho! Estamos contigo! Com o Sporting no coração!!!...
 
Leoninamente,
Até à próxima

8 comentários:

  1. É impressionante que a mediocridade a que o Sporting chegou se deveu quase exlusivamente aos próprios sportinguistas, com as escolhas eleitorais do passado, com a aproximação aos corruptos do Porto, e a culpa é dos outros.

    LOL.

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Daniel,

      Pouco ou nada mesmo, adiantará agora continuar "a cavar o buraco" em que o Sporting Clube de Portugal está metido, à procura dos culpados desta situação...
      Importará ao Sporting, isso sim, partir para a procura de um novo caminho que nos restitua a dignidade e o lugar que sempre nos pertenceu. E importará, fundamentalmente, que o fantástico universo sportinguista se aperceba que quanto maior for a sua união, mais rapidamente o conseguiremos.
      Penso que, conseguida essa união, bastar-nos-á concentrarmo-nos no nosso próprio caminho e mandar às malvas todas as aproximações, todos os pactos, todas as subserviências que no passado foram perseguidos por quem nos dirigiu. Vamos esquecer tudo isso e, a "uma só voz", empreender a jornada que nos há-de levar à dignidade e à glória. Só isso será importante!

      Cumprimentos e SL

      Eliminar
    2. Caro Álamo,

      Não vale, de facto, chorar sobre leite derramado. União é importante e, como adepto de outro clube, dá para perceber que a massa associativa do Sporting, está do lado da direcção, mesmo aqueles que necessitam de algo mais para formar opinião sobre o presidente que não votaram.

      Mas não querer mexer em todos os aspectos que trouxeram o Sporting até aqui, sejam associativos, desportivos ou da própria direcção, é estar condenado ao mesmo erro no futuro. O declínio desportivo, assim como o declínio da identidade do Sporting (o verdadeiro) começou com a aliança (e de fora parece subjugação) com os do Norte. Não por partilharem os mesmos ideais, isso parece-me certo, mas por partilharem apenas 1 coisa em Comum. O Benfica. Ou a Rivalidade com eles. E enquanto eles conseguissem puxar o Benfica para baixo tudo bem por vocês que em troca, lhes começaram a passar os vossos próprios jogadores. O vosso Capitão, inclusive.

      O Sporting era um clube que até á dois anos se podia orgulhar de ser mesmo diferente ao nível, por exemplo, da direcção, até ao lamentável (chamemos-lhe assim) PPC. Já não podem orgulhar-se disso.

      O ponto onde eu quero chegar, caro Álamo, e é um mero conselho que vale o que vale vindo de um adepto do clube rival, é que talvez seja melhor dar o tempo necessário para avaliar o recém presidente do SCP. Com pragmatismo, sentido crítico e claro união, mas não serem levados pelos primeiros acordes de guitarra. O BdC não está a fazer nada mais do que se espera de um presidente de um clube como o SCP na situação actual.

      Não escrevo por norma em blogs "rivais", mas se me permite, o SCP está numa situação que exige o melhor dos Sportinguistas, e creio que ser pragmático, crítico, leal, humilde e eventualmente ajustar expectativas será uma boa forma de começar esse caminho.

      SB
      Cumprimentos

      Eliminar
    3. Caro Daniel,

      Pensava ter respondido ao comentário de um sportinguista decepcionado. Afinal fi-lo perante um benfiquista, que me oferece o privilégio de alguns conselhos amigos, baseados na sua profunda experiência em crises desportivas e financeiras dramáticas e dirigentes criminosos, que parecem e bem, pertencerem a um passado que desejarão esquecer. Tomarei na devida conta os seus pródigos conselhos, que naturalmente aqui ficarão para outros sportinguistas como eu. Nunca se deverão desvalorizar o saber e a experiência. Fico-lhe grato por isso. E acredito que, com a mesma fé com que o seu clube conseguiu sair do lamaçal em que ainda há poucos anos se encontrava, o meu Sporting Clube de Portugal também o conseguirá fazer. Um dia, que desejo próximo, encontrar-nos-emos por aí para, com verdade desportiva e sem "pássaros" a sobrevoar o estádio, qualquer que ele seja, possamos confraternizar e desejar, ambos, que ganhe o melhor e que o melhor seja, naturalmente o glorioso Sporting Clube de Portugal.

      SL
      Cumprimentos

      Eliminar
    4. Caro Álamo,

      Agradeço e registo o seu comentário. Não substime, no entanto a sua história. Deverá primeiramente valorizar o saber e experiência em crises desportivas, financeiras e dirigentes criminosos do seu clube. Como disse atrás, é sempre bom começar dentro de casa.

      SB e parabéns pela vitória!
      Cumprimentos

      Eliminar
  2. Depois das expectativas, começam a produzir-se as atitudes...

    São pequenas coisas... por si só pouco significativas e quando descontextualizadas, aparentemente vazias... mas muitas, dessas, pequenas coisas farão os "nossos" grandes acontecimentos...

    E consequências...!?!?! dirão alguns... Talvez nenhumas... para já... Até porque as coisas não acontecem assim... qual interruptor...

    Primeiro é preciso ir delineando atitudes e formas de estar... por algum lado se havia de começar..., e perante tão inoperante forma de estar dos antecessores.. qualquer que fosse a vertente para iniciar a mudança seria, sempre, um acrescento qualitativo ao passado...

    É preciso, desde já, marcar o território para depois se começar a prospecção do mesmo e o seu desenvolvimento...

    Tu estás lá Bruno... E se todos forem como eu, estarás lá, muito e bem acompanhado...!!!

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Subscrevo ZE,

      Completamente!... Eu também estarei lá, com a minha pequeníssima ajuda, mas convicto e orgulhoso por contribuir para levantar o Sporting Clube de Portugal!...
      Outra pequena coisa, que faz parte das "...pequenas coisas... por si só pouco significativas e quando descontextualizadas, aparentemente vazias... mas muitas dessas pequenas coisas farão, os "nossos" grandes acontecimentos...", será esta nova forma de dizer, SPORTING CLUBE DE PORTUGAL!... Sporting's há muitos, cá dentro e lá fora! SPORTING CLUBE DE PORTUGAL, há só um, O NOSSO !... Até nessa "pequena coisa", Bruno de Carvalho é diferente!!!...

      SL

      Eliminar
  3. Agora fizeste-me lembrar outro mediático sportinguista quando se refere ao seu (dele) partido politico... Mas esse "porMAIOR" faz toda a diferença...

    por alguma razão a "casa mãe" contemplou o nome do país na sua designação... e deixou para os seus "súbditos" (com o devido respeito) as "simples" designações regionais...!!!

    SPORTING CLUBE DE PORTUGAL...!!! Não é quem quer... É quem pode...!!!

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE