sexta-feira, 4 de outubro de 2019

As pancadas do maço do Zé Pereira!...


Sandro Mendes: «Se não houver curso de IV Nível nunca vou poder tirá-lo»
Treinador do Vitória sadino está numa situação idêntica à de Jorge Silas 

Sandro Mendes, treinador do V. Setúbal, comentou a polémica em torno das qualificações apresentadas por treinadores que comandam equipas da I Liga portuguesa. Tal como Jorge Silas, técnico do Sporting que tem estado no centro da discussão, Sandro Mendes, que concluiu recentemente o III Nível, também não possui o IV exigido para treinar no nosso principal escalão e afirmou recentemente:

"Estou tranquilo e a fazer o que posso. Estou à espera que abram o IV Nível para o poder tirar. Se não houver curso nunca vou poder tirá-lo. Mesmo sabendo que me toca mantenho-me à parte da polémica que anda por aí. Já agora, quero dar os parabéns ao Silas por ter dois jogos e duas vitórias no Sporting."

Todos os portugueses se lembrarão dos efeitos nefastos para a nossa saúde colectiva, das múltiplas acções corporativistas - óbvio tráfico de influências! - em defesa das elites médicas, levada a cabo durante décadas pela respectiva ordem, com especial incidêndia no estabelecimento do "numerus clausus" para os cursos de medicina.

Pesem embora os sons cavos insistentemente repetidos pelo tambor do Zé Pereira, responsável máximo da associação de classe dos treinadores portugueses, estará à vista de todos os amantes do futebol o resultado de um "tráfico de influências" semelhante ao que, alegadamente, terá sido usado pelos representantes dos médicos, no sentido de proteger as elites bolorentas e ultrapassadas de treinadores portugueses de futebol, em prejuízo de todos os novos valores que, felizmente, vão surgindo no pobre horizonte de nosso futebol...

Sem que me passe pela cabeça a influência da cor da pele de alguns candidatos, o facto é que 2+2=4! E quem não quiser ser lobo, que não lhe vista a pele! A Ricardo Quaresma, Wilson Eduardo e quem sabe até se João Mário, não faria mal nenhum que 'botassem' as barbas de molho. É que, por mais violentas e rebumbantes que saiam do seu arcaico tambor, ultimamente até ardilosa e perfidamente disfarçadas de artigos de opinião publicados pelo jornal Record, já não enganarão ninguém...

As pancadas do maço do Zé Pereira!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE