quinta-feira, 8 de agosto de 2019

De leão rampante sobre o peito!...


Valentin Rosier foi a novidade no regresso ao trabalho

O Sporting regressou esta quinta-feira ao trabalho após dois dias de folga concedidos por Marcel Keizer ao plantel. A  grande novidade na Academia centrou-se na integração plena de Rosier nos trabalhos.

O grupo trabalhou com quatro guarda-redes, incluindo o jovem costa-riquenho Anthony Walker. Já Battaglia, Ristovski e Jovane, com problemas clínicos conhecidos, fizeram exercícios no ginásio, sendo que os primeiros dois terão trabalhado mais tarde, algum tempo no relvado.

Mas terá sido a "grande novidade" a concitar as atenções gerais de companheiros, técnicos e corpo clínico, primeiro por se tratar da contratação mais cara deste defeso - falou-se em algo acima de 8 milhões de euros! -, em segundo lugar pela especulação gerada em torno da contratação de um atleta que vinha de uma lesão delicada, ocorrida alguns meses antes. Sabe-se hoje que não fora esse problema, o valor a pagar pelo Sporting teria eventualmente disparado para o dobro ou mesmo mais e que o departamento médico, feitos rigorosos exames ao problema do jogador, terá dado uma convicta luz verde à contratação, sabendo que mesmo de certo modo demorada e exigindo atenção, cuidados redobrados e total ausência de pressas, a recuperação seria completa. 

Ora a dar razão à aposta dos clínicos, naturalmente subscrita por Frederico Varandas, aí estará Rosier pronto para oferecer todo o seu talento ao Sporting e, aqui para nós, inundado por uma gratidão que certamente elevará todos os seus índices de desempenho.



James, Messi, Kroos, Gasol, Jordan, Durant, Nadal, Neymar e agora Valentin Rosier. Seja por fissura ou fractura, o certo é que os problemas com origem nas lesões do quinto metatarso do pé, serão um mal que em algum momento terá travado a carreira de muitos dos grandes craques do desporto mundial e em particular no futebol... quase uma maldição!...



Todos desejamos ardentemente voltar a ver Valentin Rosier de posse de todas as suas reconhecidas capacidades e mais agora...

De leão rampante sobre o peito!...

Leoninamente,
Até à próxima

3 comentários:

  1. Boas...
    Já reparou que no"antigamente", raramente aparecia este tipo de lesão? Lembra-se do tamanho, estrutura, peso e formato das antigas chuteiras? Compare-as com essas novas chuteiras com cores do arco-iris. Estes rapazes, os "do agora", mais valia jogarem de chanatos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo em absoluto com o comentário do caro Paulo Maltez. A inoperância das autoridades que superintendem o futebol mundial, contrasta com as autoridades que, nos EU, superintendem o 'futebol americano', no que à prevenção dos riscos de lesões diz respeito. As 'chuteiras' do futebol deveriam merecer mais atenção por parte do International Board!...

      Eliminar
  2. Se calhar o 'scouting' é que devia ter mais atenção, digo eu, que não percebo nada disto...

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE