terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Agora pega-lhe com um trapo quente!...



Ninguém saberá ao certo onde o "imperador" estaria com a cabeça quando decidiu a convocatória para Tondela! E o resultado foi aquele que todos vimos: ter de se agarrar aos ditos quando, a jogar contra 10, teve de olhar para o "banquinho" que levou para as Beiras!...

Já fomos...

Agora pega-lhe com um trapo quente!...

Leoninamente,
Até à próxima

6 comentários:

  1. Realmente a convocatória para este jogo não se entende. Algo vai mal na estrutura do futebol profissional quando não se alerta o treinador para este tipo de jogos.
    Um avançado alto e forte tem que estar sempre convocado entrar se necessário.

    ResponderEliminar
  2. interessa é competir , temos de levantar a cabeça ( onde é que eu já ouvi isto ) o treinador não percebe nada do futebol português ,( realmente um treinador com 50 anos de idade e 6 meses de treinador de 1ª divisão , no futebol holandês , um futebol taticamente zero ,)não leva o luis filipe , não põe o Miguel luis para por o gudeli ( outro dos grandes negócios sintra-mendes ) já temos 4 derrotas e ainda não acabou a 1ª volta , mas não interessa , interessa é o Facebook , é não pressionar os jogadores , coitados , brevemente teremos o « é preciso um SPORTING forte » dito pelos nossos rivais em ar de gozo . A não esquecer - o futebol não é uma guerra . viva o croquete

    ResponderEliminar
  3. O melhor marcador da 2º divisão ,considerado ,nos últimos 3 jogos que fez, o melhor em campo .diz o Sr Kaiser que ainda não tem andamento .Querem vêr que temos a 2ª edição do mestre da Tática !!!!!

    ResponderEliminar
  4. Com um trapo quente!...imbuido em...digo eu!
    Mas a verdade é que este clube, pelas "gentes" que por lá sempre abundaram, infelizmente, não merece melhor.Cada vez mais e mais, a vontade é desistir.

    ResponderEliminar
  5. Kaiser confirmou o que suspeitávamos: que não conhece o futebol português e as suas peculiaridades: Campos com maus relvados, equipas visitadas altamente agressivas (quase violentas) nos seus recintos e arbitragens habilidosas e desonestas. Tudo isto esteve em Tondela e Mr. Kaiser pareceu desconhecer totalmente: Ir para Tondela sem um verdadeiro ponta de lança (Phellype ficou em Lisboa segundo o responsável porque veio da 2ª Liga) e com um 6 como Gudelj (anda por ali a passo a devolver passes sem se voltar uma vez para o jogo) e um lateral como Gaspar, ficando no banco Petrovic (do mal o menos...) Miguel Luís e Ristovski, é bem revelador. Kaiser não percebeu mesmo que jogo em casa dos Tondelas deste campeonato é tipo 2ª Liga e que Luíz Phellype estaria bem no seu ambiente. Na fase final do jogo abdicou mesmo do modelo que tem treinado e colocou 2 centrais como pontas de lança para o "chuveirinho". O que parece evidente é que com Jesus, Peseiro, ou Kaiser, o resultado é o mesmo: Estamos fora do título e certamente da próxima "champions". A frustração do costume...

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE