quarta-feira, 16 de agosto de 2017

O nível do Sporting andará muito próximo da relva!...




Acredito no desespero de Bas Dost e partilho-o convicto e decepcionado!...

O nível do Sporting andará muito próximo da relva!...

Leoninamente,
Até à próxima

5 comentários:

  1. Ontem faltou velocidade e classe ao SCP.

    Gostei de ver Iuri Medeiros.
    Gelson e Iuri nas alas,mais Podence e Doumbia podia ser interessante.O Bas Dost não anda a jogar nada,só recebe a bola de costas e tenta sempre passar ,nunca tenta a finta para poder finalizar ou ate ganhar uma falta..
    SL

    ResponderEliminar
  2. Ponham a equipa feminina.Essas ao menos sabem o que é jogar fases finais.

    ResponderEliminar
  3. Só não consegui ainda entender...
    A razão porque "fazendo a equipa quase tudo"...depois não remata à baliza...!

    Como diria o alentejano (que falava da Barragem do Alqueva...), também a mim "me apetecia" dizer...:

    "Rematem porrra...!"

    SL

    ResponderEliminar
  4. Caríssimo Álamo:
    Sei bem que os rapazes da vigilância ( se calhar é mais giro chamar-lhes " homens do presidente") não gostam de ler o que escrevemos mas, desculpem o mau jeito, certas coisas têm que ser ditas para termos a vã ilusão que alguém nelas irá meditar.
    Há muitos anos, o comediante Herman José contou, numa entrevista que ouvi, que sempre que entrava num restaurante em que havia um piano, fazia um figuraço. Sentava-se, tocava uma melodia, recebia os aplausos e, quando lhe pediam que tocasse outra, polidamente recusava. Dizia ele, com muita graça, que só sabia tocar correctamente aquela, iria ser uma barraca se tentasse tocar algo diferente.
    Lembrei-me ontem deste episódio, ao ver o jogo do Sporting.
    JJ é um treinador que, num ponto da sua carreira, teve a dita de cair num clube que estava ( e está!) na mão de empresários, que lhe possibilitavam ter de passagem pelas prateleiras do dito clube, grandes jogadores, e conseguiu ser campeão várias vezes.
    Este facto, que JJ sabiamente virou a seu favor, dizendo que ele criava grandes jogadores, e não que eles já o eram antes de ele os treinar, levou a que conseguisse enganar o presidente do nosso Clube ( a quem continua a enganar), com conversas de precisar deste e mais aquele, de que estamos atrasados nisto e naquilo, etc.
    Aproveitou ter, no primeiro ano no Clube, uma equipa que se conhecia de " olhos fechados", e que conseguiu potenciar, porque em alturas de maior dificuldade, os jogadores faziam o que bem queriam, não ligando peva aos ditames tácticos do " mestre".
    Quando perdeu dois dos seus maiores " saca-rolhas" ( João Mário e Slimani), não os conseguiu substituir à altura ( que me perdoe Bas Dost, mas mesmo falhando mais, Sli era um verdadeiro mouro de trabalho, coisa que Dost não é).
    JJ é, na verdade, um treinador muito limitado. Trabalhador, decerto, mas muito espartilhado em condicionantes tácticas e de morfologia dos jogadores. E esse é o seu pecado, não deixa nem quer ter jogadores criativos e, quando os tem, insiste em colocá-los em posições que coarctam a sua liberdade.
    Creio, pelo que vejo, ser JJ um homem que pensa que os jogadores se devem subordinar ao colectivo, e não o contrário.
    Esse é o seu pecado capital.. Receio muito ( embora ardentemente deseje estar enganado) que este ano seja mais um penoso calvário para o nosso Clube, do qual JJ se livrará ( que esperto foi ao dizer que agora tinha tudo o que necessitava, antes de se saber o que ele já sabe, ou seja que William, Adrien, e talvez Gelson sairão ainda nesta janela), mas que levará o presidente a, finalmente, abrir os olhos e a bolsa para dele se livrar.
    Um Abraço
    José Lopes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caríssimo José Lopes, subscrevo inteiramente o seu comentário! Restam-me poucas dúvidas sobre o desenlace da passagem de JJ pelo Sporting, ainda que no fundo da minha alma de sportinguista nunca o tenha desejado e mesmo nas penosas circunstâncias que o Clube atravessa na actualidade continue a não o desejar...

      Para bem do Sporting, desejaria que Guimarães e Bucareste não apressassem dramáticamente o triste reinado de JJ em Alvalade. Mas temo que seja mesmo isso que irá acontecer e com Leonardo Jardim bem longe e nada de parecido se me afigure possível!...

      Um grande abraço.

      Eliminar

PUBLICIDADE