sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Cuspir no chão é má educação. Assobiar também !!!...

Manuel Machado rescindiu com o Vitória de Guimarães. É a primeira chicotada na Liga Zon/Sagres e ainda estamos em Agosto! Consta que os motivos que levaram MM considerar a sua saída do Vitória, se ficaram a dever à sistemática contestação por parte de uma franja de adeptos vitorianos, que se traduzia em frequentes e persistentes apupos, assobios e vaias ao técnico, no decorrer dos jogos disputados no estádio D. Afonso Henriques.
Este acontecimento trouxe-me a memória de situações análogas, que todos recordarão como habituais em Alvalade. Algumas ainda frescas e de triste memória... E assistimos todos os fins de semana a comportamentos semelhantes noutros estádios portugueses.
É inconcebível apreciar cenas semelhantes em qualquer estádio inglês, alemão, dinamarquês ou sueco. Porque será?!... Cultural, a questão é meramente cultural!... Deriva directa e implicitamente da educação de um povo e reflete a distância de anos-luz que nos separa dos povos mais desenvolvidos. É como cuspir ou atirar papeis e outros lixos para o chão. São estigmas que nos acompanham, a nós os portugueses, por qualquer canto do mundo onde eventualmente coloquemos os pés e claro que em casa, ainda se evidenciam com mais naturalidade, persistência e regularidade. E com a educação ministrada nas nossas escolas, receio bem que tais estigmas sejam comummente aceites como irreversíveis e constantes do adn luso.
Como sportinguista, tenho pena que os sócios e adeptos do glorioso Sporting Clube de Portugal, afinem pelo diapasão desta intolerâcia e desrespeito mal educados. Tenho pena de ver reproduzidos em Alvalade os mais baixos exemplos da má educação e incultura de um povo. Porque sempre tive a peregrina ideia de que os sportinguistas eram diferentes. Não são!... Definitivamente !!!...
Leoninamente,
Até à próxima 

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE