quinta-feira, 25 de abril de 2019

E que falha! Valham-nos mil Slimanis!!!...


Uma falha da nossa Democracia

«Era manhã cedo, fez ontem 45 anos, quando a D. Matilde veio ao meu quarto e me despertou: "Eládio, estão a dizer na rádio que há um golpe militar…" Minha mãe, que, entretanto, partiu para uma infinita tranquilidade, estava alarmada e tinha razão para isso: a Revolução estava em marcha.

Lembro-me de ter descido até Santa Apolónia e daí até ao Terreiro do Paço onde já havia tropas na rua. Rapei do meu cartão de alferes miliciano da Força Aérea, que guardara, e procurei saber o que se passava. As informações eram contraditórias, até que um ex-camarada me esclareceu: "somos do MFA". 

Claro que, na altura, fiquei mais ou menos na mesma. Não sabia quem eram Otelo, Contreiras, Vasco Lourenço, Melo Antunes ou Salgueiro Maia. Estes nomes nada significavam para os muitos milhares de jovens da minha geração, praticamente «despolitizados». Sabiam, isso sim, quem eram os benfiquistas Bento, Humberto, Moinhos ou Eusébio; sabiam quem eram os sportinguistas Yazalde, Marinho, Tomé, Damas ou Manaca; sabiam mesmo quem eram os portistas Tibi, Rolando, Cubillas ou Fernando Gomes; e sabiam ainda quem era Mourinho Félix, guarda-redes do Belenenses, pai do 'outro' Mourinho, que nesse ano terminaria a sua carreira com jogador.

Mas, nesse dia, para mim e para muitos outros, o interesse pelo futebol apagou-se. Outros bem mais importantes se levantaram: havia livros para ler; filmes para ver; música para ouvir e, sobretudo, muita política para discutir. 

Hoje, 45 anos volvidos, o interesse pelo futebol reacendeu-se e os jovens sabem que a gestão de Solskjaer no United é uma autêntica desgraça (sete derrotas em nove jogos; nenhum golo em 5 horas de jogo sem ser em bola parada); sabem que Klopp pode ganhar a Premier e a CL ou, pela quinta época, não ganhar nada no Liverpool… Mas muitos continuam sem saber quem foram os 'artífices' da nossa Liberdade. E deviam saber. É uma das falhas da nossa Democracia.»
(Eládio Paramés, Hora do chá, in Record)

E que falha! Valham-nos mil Slimanis!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE