sábado, 15 de dezembro de 2012

Substituir tristeza por firmeza !!!...




Decididamente, a lei de Murphy não larga o Sporting. Não me lembro de alguma vez nos terem acontecido, de forma tão sistematicamente destruidora, os azares que se têm abatido sobre nós nos últimos tempos. As lágrimas que Wolfswinkel secou com a camisola, depois de falhar o penalty, serão o reflexo seguro do estado anímico que toda a equipa respira. Em todos os momentos de jogo, ela já terá interiorizado que entre a sorte e o azar, há-de calhar-lhe sempre mais uma razão para lhe alimentar o desespero em que vive.
Mas o maior azar do Sporting, parece ser a incapacidade de Frank Vercauteren para modificar o estado em que se encontra o futebol que a equipa apresenta. De jogo para jogo, parecem repetir-se os erros e o "dedo" do belga parece ter sido amputado, ou então, não o terá mesmo na mão. Com dois meses de trabalho, quer-me parecer que a equipa não revelará melhorias em qualquer aspecto. Não consigo descortinar o mínimo pormenor que garantidamente me assegure uma evolução positiva. O futebol hoje exibido continuou a ser medíocre, tanto como as prestações individuais de alguns dos jogadores que hoje terão estado em campo. Elias, Insua e Pranjic, pouco mais valeram que zero e mesmo Gelson e Xandão terão andado bem perto.
Ao longo de 90 minutos apenas consegui encontrar dois motivos de satisfação: o golo espectacular de Cedric e a feliz exibição de Eric Dier. O primeiro terá salvado a também medíocre exibição do seu autor. A exibição do mais jovem leão em campo, compreensivelmente nervoso e pouco assertivo de início, mas a elevar-se ao mais alto patamar de quantos leões terão estado em campo - exceptuado o habitual Patrício! -, à medida que o jogo foi somando minutos, fez-me suspirar por outros jovens leões que estiveram sentados no banco e de outros que terão estado na bancada. Pode ser que a sua entrada esteja programada para o próximo jogo no Funchal, daqui a quase nada, coisa que eu bem que gostaria de saber porque foi marcado para 18, quando todos os outros jogam a 19. Andará muita gente com pressa de ir para férias no Natal.
E por falar em Natal. Pode muito bem acontecer que o Natal, que nos tem trazido amargos presentes de há muitos anos a esta parte, nos regale este ano com coisinhas mais doces. Um "manager", com este nome ou qualquer outro pouco importará, desde que perceba alguma coisinha de futebol e uma urgente guia de marcha para uma boa meia dúzia de "veraneantes" com dores nas costas, bolhas nos pés e falta de ar, que andam por Alcochete a encanar a perna à rã. Já agora poderia também trazer-nos uma AG, que isto quanto mais depressa se resolver melhor: ou sai ou fica! Porque o burro albardado à vontade do dono, mal ou bem, acredito que caminhará com mais firmeza! Que é exactamente o que nos falta:
SUBSTITUIR TRISTEZA POR FIRMEZA !!!...
 
Leoninamente,
Até á próxima

3 comentários:

  1. Um manager, a ser um Jesualdo, é mais um inflitrado dos Kosoavares!

    ResponderEliminar
  2. Os indicadores não pontam nessa direcção!...

    SL

    ResponderEliminar
  3. E o Jorge Jesus no Benfica é o quê, depois do que ele tem feito lá?

    Carlos Pereira

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE