sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Nem que tenha de fazer 'sangue'!...


Com tanto erro não há táctica que resista

« +A introdução do 4x4x2 losango explica a derrota do Sporting?

Não, longe disso. A nova disposição permitiu blindar o jogo interior e criar novas dinâmicas, sobretudo no ataque. O problema, ontem como na era Marcel Keizer, esteve na organização defensiva e na persistência de erros individuais, nomeadamente de marcação, com ênfase na dupla de centrais. Assim não há táctica que resista.

+Miguel Luís justificou a aposta de Leonel Pontes?

Não. Não há dúvida de que era o jogador que encaixava melhor na (nova) ideia do meio-campo, a par de Doumbia, Wendel e Bruno. Na prática, o que aconteceu é que o médio esteve demasiado desligado do jogo, ou porque pisava terrenos próximos de Doumbia ou porque subia sem critério, em ambos os casos sem bola.

+Como resolver os problemas do corredor central do Sporting?

Este jogo com o PSV expôs mais uma vez graves deficiências nesta zona do terreno, que não são da exclusiva responsabilidade da dupla de centrais. Doumbia, como médio mais recuado, peca pela falta de agressividade e não tem sido capaz de fechar o espaço nas suas costas. Ainda não fez esquecer Gudelj.

+Pedro Mendes podia ter entrado mais cedo?

Sem dúvida, e nem era preciso o golo para chegar a essa conclusão. Se o problema estava na eficácia e Mendes era o único 9 no banco, Leonel Pontes podia e devia ter arriscado mais cedo.»
(Vitor Almeida Gonçalves, Interrogatório, in Record)

Leonel Pontes terá, necessária, imperiosa, urgente e obrigatoriamente, de pensar em tudo aquilo que Eindhoven colocou a nu no rendimento colectivo sua equipa. Muitos aspectos terão melhorado, haverá que reconhecê-lo, mas o poderoso e decisivo 'handicap' continua sem solução: o Sporting não sabe defender, continua um autêntico 'passador'! Leonel Pontes terá de ser INFLEXÍVEL! Passe por Battaglia, passe por onde tiver de passar, a defesa do Sporting terá de ser uma 'defesa de betão'...

Nem que tenha de fazer 'sangue'!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE