quinta-feira, 23 de maio de 2019

Tão necessárias como o ar que respiramos!...


O Sporting Clube de Portugal apresentou ontem o novo director desportivo do voleibol verde e branco, Miguel Pombeiro, que deixou claro que o objectivo para a próxima temporada é conquistar os dois títulos nacionais, em masculinos e femininos, afirmando ser um enorme privilégio fazer parte deste grupo de trabalho: “É uma alegria e um prazer imenso partilhar o meu dia-a-dia com tanta gente que respeito tanto, portanto sinto-me um privilegiado em estar nesta Casa. Peço a todos os Sportinguistas que nos venham apoiar, porque convosco somos gigantes e precisamos de vocês em todos os jogos".

Foi também apresentado o novo treinador da equipa principal de voleibol do Sporting Clube de Portugal, Gersinho Amorim, brasileiro de 40 anos, que vai orientar os Leões a partir de 2019/2020 e que na oportunidade afirmou para os Sportinguistas, "Sei que o Sporting CP teve uma história no voleibol que foi interrompida durante cerca de 20 anos. Voltou com um título e nesta época foi segundo classificado. Ouvia mais falar do futebol, mas chegar ao Clube e ver a grandeza e o número de modalidades que tem é impressionante… é uma estrutura fantástica. No Brasil não temos clubes com esta quantidade de modalidades e investimento. Estou muito entusiasmado e acho que é uma das melhores estruturas do mundo. As infra-estruturas são excelentes e acho que podemos fazer um bom trabalho."

Depois de visitar o Museu Sporting e o Pavilhão João Rocha, casa das modalidades do Clube de Alvalade, Gersinho não escondeu a satisfação e a felicidade de passar a pertencer ao emblema Leonino. "A minha primeira impressão é de algo muito grande. No Brasil, o voleibol está baseado em empresas de marketing desportivo. As empresas investem para terem retorno financeiro. Não há a história de um clube, uma massa adepta. O Sporting CP tem uma grande história no voleibol e nas outras modalidades. Percebi de imediato a grandiosidade do Clube e a importância de fazer um bom trabalho. Pela dimensão e condições que tem, o Sporting CP merece bons resultados."

Por fim, Gersinho deixou uma mensagem aos Sportinguistas. "Peço aos adeptos que venham ao Pavilhão João Rocha ver os jogos. O Sporting CP vai entrar na quadra para ganhar sempre. Não há a possibilidade de qualquer jogador do Sporting CP ou eu próprio entrarmos sem espírito de querer a vitória a qualquer custo. Venham participar connosco e não se vão arrepender. Vão ver uma equipa que vai dar tudo dentro de campo para conseguir a vitória para vocês."

Sem algum dia podermos esquecer aqueles a quem se deve o ressurgimento do voleibol no Sporting e o souberam catapultar, em tão curto espaço de tempo, para o mais alto patamar da modalidade em Portugal, será hora de compreendermos esta nova injecção de sangue novo na modalidade, na busca incessante de novos caminhos para os desígnios de sempre, no voleibol e em todas as modalidades: Vitória e Glória!...

Tão necessárias como o ar que respiramos!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE